Conheça a Portaria Remota

Conheça a Portaria Remota

A Portaria Remota surgiu para atender a principal demanda existente em moradores de condomínios, a segurança.

A partir de diversas análises de projetos, evolução tecnológica e outros fatores, nasceu esse conceito.

Atualmente a portaria remota, se consolida como a principal solução para aumento de segurança nesses ambientes.

Por isso, vamos falar aqui conceitualmente como funciona essa tecnologia:

Portaria remota e a segurança dos condomínios

As pautas sobre portaria remota ganharam força há cerca de 7 anos, pois além da eterna demanda por aumento de segurança, as pessoas buscavam alternativas para redução de custos devido ao momento econômico que era vivido no país, naturalmente, os moradores de condomínios se viam nas mesmas condições.

Era comum encontrar em São Paulo, por exemplo, apartamentos sendo alugados pelo preço de somente se assumir o valor do condomínio, dívidas enormes se acumulavam e melhorias no bem comum, item tão buscado pelos moradores, eram escassos pela falta de verba.

Como a busca por segurança aumenta principalmente em períodos de instabilidades, as empresas que montam projetos de segurança começaram a ser procuradas por condomínios para melhorar as proteções, porém, descobriu-se que a maior vulnerabilidade dos condomínios não era nos pontos que até então as empresas de segurança estavam habituadas a proteger, que era o perímetro, de acordo com o PMESP, 90% das invasões de condomínios naquele período aconteciam pelas entradas de pedestres e veículos, portanto, as brechas eram outras.

Os porteiros, que eram responsáveis por garantir a segurança desse ambiente, no geral, trabalhavam num ambiente vulnerável e insalubre, além de trabalharem sozinhos.

Somente com esses fatores, numa simples análise de risco, já se identifica diversas vulnerabilidades, mas também existiam as recorrentes situações de exposição desses profissionais a constrangimentos, desmoralizações e coações, por parte de visitantes e até mesmo moradores, reduzindo a autoridade na ação, mesmo naqueles que passavam por treinamentos e reciclagens constantemente.

Essa conjunção de fatores, entre outros, contribuíam para o insucesso da portaria presencial.

Portanto, o foco para corrigir a maior vulnerabilidade do condomínio seria agir, basicamente, no controle de entrada e saída de pessoas.

Redução de Custos

Entendendo a origem da redução de custos geradas pela portaria remota, a grande questão acontece devido a centralização da operação.

Essa ideia faz com que a carga operacional gerada pelos condomínios seja diluída entre diversas pessoas, resolvendo um problema de ociosidade nas atividades do porteiro.

O dimensionamento correto de carga operacional possibilita redução de custos.

Inclusive em determinado momento do mercado, o fato do serviço de portaria remota reduzir o custo para os condôminos, se tornou um problema, pois muitos condôminos compreendiam que a portaria remota piorava a qualidade dos serviços por custar menos, que é um conceito de consumo da sociedade no geral, “o que é mais barato, é pior”, porém, muitas vezes, como no caso, é um conceito equivocado.

Muito além da portaria

A portaria remota engloba muito mais do que a abertura e fechamento de portas, justamente por estar associada diretamente ao aumento de segurança nos condomínios.

Na prática, algumas tecnologias são destacadas para que isso aconteça de uma forma mais estruturada e satisfatória aos condomínios. Exemplos:

  • Telefonia IP: Essa tecnologia possibilita que o interfone seja atendido à distância pela central de monitoramento. A voz sobre IP, ou VoIP, atingiu níveis de estabilidade suficientes para atender a demanda de forma estável;
  • CFTV:  O Monitoramento de imagens é a visão à distância do “porteiro remoto”, que consegue ter uma visão muito mais ampla do que o antigo porteiro, inclusive, além de simplesmente visualizar o visitante no ato da requisição do atendimento, pode ter rotinas de rondas remotas, observando o condomínio por inteiro e garantindo a segurança do ambiente com mais precisão;
  • Monitoramento de alarmes: O monitoramento de alarmes atenderá os 10% restantes de vulnerabilidade no ambiente, possibilitará, através de tecnologias de identificação de intrusão, o monitoramento do perímetro do condomínio;
  • Controle do acesso: O controle de acesso é muito importante para o projeto de portaria remota, pois possibilitará a entrada/saída de pessoas previstas sem gerar demanda na operação. Além disso, existe atualmente soluções que possibilitam chaves temporárias para pessoas previstas pelos moradores, que reduz ainda mais o fluxo operacional.
  • Automação: Possibilita que a central possa abrir e fechar as portas nas situações de atendimento portaria à distância, mas também atender outras demandas do condomínio que antes eram atendidas (em muitos equivocadamente, gerando desvio de função), como acionar o motor da piscina, acender luzes e outros.

O mais interessante disso tudo é que essas tecnologias já eram familiares para as empresas de segurança, a compreensão de que bastava centralizá-las e controla-las à distância foi um importante passo para o início dos projetos de portaria remota.

Para ter sucesso

O sucesso de um projeto de portaria remota passa por alguns itens, como a correta identificação de vulnerabilidades, uso de tecnologias adequadas ao projeto, implantação estruturada para prevenir problemas, redundância, suporte rápido nas adversidades e diversos outros, porém, é perfeitamente seguro afirmar que o principal elemento para o sucesso de um projeto de portaria remota é: a reeducação dos moradores.

É fundamental envolver os moradores nos conceitos de segurança, consequentemente, da portaria remota.

Essas são algumas estratégias assertivas para a melhor experiência possível dessa inovação tecnológica:

  • Criar uma comunicação eficiente, direta e simples, que faça com que as pessoas se sintam parte daquilo e que é benéfico para ele mesmo e sua família.
  • Identificar formadores de opinião e contar com essa influência para que seja propagadores do novo conceito dentro do condomínio,
  • Agir em possíveis pessoas contrárias rapidamente, para evitar a propagação de uma visão negativa sobre o projeto.

A portaria remota da Moni

O Moni nasceu como um software de monitoramento de alarmes, passou por processos evolutivos e, atualmente, posiciona-se como uma plataforma que faz gestão de eventos de segurança.

A portaria remota foi identificada como um serviço alvo para nós justamente por entendermos que o conceito base do serviço é o aumento de segurança num ambiente, sendo possível protegê-lo à distância.

Considerando esses fatores, entendemos que a Moni atua de forma diferenciada nesse mercado, pois conhece todas as práticas de tratamento de eventos relacionados à essa segurança e possui diversos recursos que aprimoram esses controles.

O Moni possibilita o aumento de segurança em toda a extensão do projeto de portaria remota.

Quer conhecer mais sobre a portaria remota da Moni, clique AQUI.

Fontes: http://old.secovi.com.br/files/Downloads/cartilha-seguranca-condominial-pmpdf.pdf