A montagem de um projeto de segurança: considerações básicas para garantir eficiência

A montagem de um projeto de segurança: considerações básicas para garantir eficiência

Introdução

Para que a integridade de um patrimônio seja devidamente protegida, um projeto de segurança precisa ser realizado tendo características completas que incluam as particularidades de cada cliente atendido.

Geralmente, na segurança eletrônica, soluções intercaladas com estratégias se enquadram em um conjunto básico de quem decide comercializar a segurança, a fim de garantir a eficiência e a minimização de eventos ou danos ao local monitorado.

De toda maneira, a montagem de um projeto de segurança é o processo inicial (e principal) realizado logo no começo das negociações, no qual há a integração das necessidades do cliente junto às soluções que a empresa de segurança pode entregar.

No projeto de segurança, deve conter informações suficientes que são coletadas por meio de um estudo completo do local.

Neste artigo, discutiremos os principais pontos para realizar um projeto de segurança com eficiência. 

A importância de um projeto de segurança confiável 

A garantia de segurança em um patrimônio só é atingida a partir de processos muito bem realizados, por meio de etapas inteligentes e equipamentos próprios para o objetivo. Isso demanda planejamento. 

Portanto, um projeto de segurança adequado pode ser a chave para solucionar e evitar determinados riscos e perdas.

  • Identificação de pontos importantes

A área envolvida no monitoramento pode ter particularidades que são identificadas na etapa da montagem do projeto. Caso contrário, algumas situações recorrentes no que tange aos contextos que envolvem o ambiente podem atrapalhar o sucesso da segurança investida.

Assim, os posicionamentos dos equipamentos, por exemplo, com uma base sólida de informações, podem ser alocados de forma que não haja pontos cegos que interfiram na proteção do local monitorado. 

  • Delimitação da capacidade de atendimento

A partir de um projeto de segurança feito adequadamente, a empresa responsável pode definir como a demanda irá influenciar nas atividades cotidianas.

Isso significa que, quando um bom projeto de segurança é feito, com todos os dados necessários, a empresa de segurança eletrônica pode organizar o número de mão de obra necessária, bem como os equipamentos que serão utilizados.

Desse modo, é possível escalonar as compras, se necessário, e saber o tempo que será gasto com o monitoramento no local.

  • Definição de custos

O projeto de segurança é um meio de analisar os valores necessários em sua execução. Sendo assim, os custos são contabilizados de maneira mais assertiva.

Esse é um ponto importante, uma vez que os custos precisam entrar no processo de precificação. Ao realizar o levantamento das informações necessárias, é possível identificar a sua viabilidade e o desempenho estipulado.

Quais as principais considerações na montagem de um  projeto de segurança?

Na elaboração de um projeto de segurança eletrônica, alguns itens são indispensáveis para alcançar bons resultados, tanto para a empresa quanto para o cliente final.

Veja, abaixo, as principais considerações dessa montagem.

  • Análise de riscos

Em um projeto de segurança, analisar os eventuais riscos ao patrimônio é a maneira de aumentar a eficiência dos processos implantados. Para isso, é preciso que a análise seja feita tanto do ponto de vista estrutural quanto do circunstancial. 

Essa etapa irá definir boa parte das demais informações contidas no projeto. Isso porque influencia tanto na necessidade do cliente quanto na demanda que a empresa irá precisar dispor para a sua execução.

  • Diagnóstico das necessidades

Logo após o item anterior, o diagnóstico das necessidades do cliente precisa ser inserido. Dessa forma, no projeto, entender a demanda do cliente é imprescindível. 

Sendo assim, logo na apresentação do documento, deve haver as principais necessidades e suas respectivas soluções, aderindo às estratégias que coincidem com o contexto do local monitorado.

  • Escopo do projeto

Neste item, deve constar informações descritivas relacionadas a toda instalação planejada para o local. É, na verdade, uma demonstração do projeto de segurança final.

Essa etapa precisa incluir o maior número de detalhes possíveis, para que a execução da instalação tenha bons resultados junto ao cliente.

  • Equipamentos 

 Os equipamentos que serão utilizados na instalação precisam estar descritos no projeto de segurança. Podem variar entre marca, utilidade e estratégia.

Portanto, definir quais equipamentos serão utilizados e descrevê-los é um ponto para levar em consideração. As opções, na segurança eletrônica, são muitas. Vai desde de circuito fechado de TV até o controle de acesso.

A escolha deve ser definida de acordo com a demanda, em um estudo completo, para obter bons resultados na segurança.

Conheça o Moni e aprimore seus projetos de segurança

O Moni é um software de monitoramento integrado que permite uma abordagem além do convencional, para empresas de segurança eletrônica. O único software híbrido do mercado, o qual permite uma horizontalização completa dos serviços de monitoramento.

Com ele, é possível ganhar autonomia através de diversos recursos inteligentes para o monitoramento completo do local. 

Como, por exemplo, controle de acesso, monitoramento em CFTV, rastreamento veicular, controle de alarmes, comunicação entre operadores e muito mais!

Além disso, é possível oferecer o Moni em projetos de segurança. Garanta a segurança patrimonial de forma completa!

QUERO CONHECER O MONI